Vamos Improvisar também na vida!

Hoje estava voltando pra casa, e me deparei com uma cena que provavelmente ficara para sempre em minha memória. Um menino, de aproximadamente 8 anos, estava com um par de baquetas na mão, bastante animado, tocando em varias latas e tampas de latas, de vários tamanhos. O que mais me chamou atenção foi a empolgação dele, como se estivesse num show de rock, fazendo o "maior som"!

Aí pensei: poxa vida, eu dou aula pra pessoas que tem instrumento, tem incentivo dos pais, e não estão como esse menino, animado e ansioso por aprender. Eles têm o instrumento, mas não a vontade em ir atrás, em se esforçar.

A realidade é que quem quer tocar, faz acontecer. Treina no sofá (como eu já fiz algumas vezes), improvisa um teclado de papel (como minhas irmãs já fizeram algumas vezes), ou treinam apenas no ar, mas continuam a treinar, a estudar!

Me senti muito feliz, por ver que isso ainda ocorre, e que esse menino pode até não virar um baterista profissional, mas com certeza conseguirá várias coisas na vida, por existir força de vontade em ir atrás.

Estou aprendendo isso, para termos as coisas, seja material, educacional, espiritual, precisamos ir atrás, mesmo que a nossa condição não nos dê o instrumento, façamos como esse menino, vamos IMPROVISAR!

Abraço e bom final de semana

Débora Abreu
05/03/2010
14:54

Meu Teclado Novo

Essa semana resolvi criar vergonha, e comprei um teclado relativamente bom.

Na verdade, para qualquer tecladista , ele seria apenas um brinquedo, mas para mim já está bom. Tem uns timbres legais, sustain, teclas sensitivas, e ainda várias musiquinhas gravadas (coisas inúteis de teclados, mas enfim) e ainda faz uns arranjinhos básicos.

O que importa é que inovei, porque o meu outro teclado acho que era de 1990, por aí, não tinha nada nele, tadinho!

Estou feliz com minha nova aquisição!

Abraço e boa semana

Débora Abreu
04/02/2010
10:57

Quer ser músico? ESTUDE!

De vez em quando me deparo com situações que me pergunto internamente: Será que essa pessoa acha que nasci sabendo?

Infelizmente estamos em uma época que tudo é muito rápido, as informações, internet, e tudo fica um pouco imediatista. As pessoas querem aprender música igual se aprende a fazer um bolo. Não é bem assim. Por exemplo, só de violão, estou completando 20 anos em 2010. E ainda tenho muito a aprender. E quando paro de estudar, fico enferrujada.

Na música é assim, prática é o fundamental, estudo é fundamental. Não ache que pegando o instrumento 1 dia por semana vai se desenvolver. É preciso contato, estudo, aulas, e isso nunca me canso de aprender, precisamos estudar sempre e sempre!

Quando procurar algo pra fazer, na área de música, lembre que é preciso dedicação, tempo, gastar uns neurônios é importante!

A dica da semana então fica aqui, estude! Sem estudo, você nunca irá se desenvolver musicalmente!

Abraço a todos!

Débora Abreu
25/01/2010
10:02

Primeiro Videocast

Olá pessoas que acompanham meu trabalho, hoje estou colocando um videocast, que serão como mini-aulas, sobre o canto, música, repertório, e outras coisinhas mais que sejam interessantes postar aqui.

Neste primeiro, falo sobre o que é uma aula de canto, o que se aprende, como funciona, espero que esclareça bastante para algumas pessoas.

Desculpem a rinite alérgica, mas faz parte da vida Curitibana, e preciso lidar bem com ela!

Abraços e divulguem para quem quiser aprender mais sobre voz e canto.

-f2RSiUnD2A

Me Leve

Resolvi atualizar um pouco meus vídeos por aqui, já que os que tem são antigos.

Essa música gravei em casa, no violão, e gosto muito das composições do Djavan, por isso coloquei aí no site. Pretendo futuramente gravar com uma qualidade melhor de som, usando uns equipamentos no meu estúdio, mas essa daí foi só para inaugurar uma série de vídeos meus.

Abraços a todos e bom final de semana.

3_XZI7mJExU

2010 e volta às aulas

Começa mais um ano. Nesse ano, ainda não desenvolvi minhas idéias, projetos, nada disso.

Por enquanto vamos voltando aos poucos das festividades, e volto a dar algumas aulas.

Ano que passou fiquei bem contente com os resultados de vários alunos, alguns particulares, outros da escola, me deixou bem contente.

Agora em Janeiro estarei participando da Oficina de Música de Curitiba, fazendo aulas de bateria, acredite ou não, está sendo um instrumento bem legal, e tenho me desenvolvido bastante, o que me deixa bem feliz!

Enfim, a partir da semana que vem volto às aulas!

Abraço a todos e feliz 2010

Débora Abreu
04/01/2010
15:03

Laringite + tensão = afonia

Essa semana fiquei sem voz, devo admitir que foi a primeira vez na vida que fico totalmente afônica. Acontece que, além de uma laringite séria que peguei, ainda foi na semana mais agitada do ano, quando tem apresentações, provas e tantas coisas.

Mas fiquei impressionada com o quê a tensão pode fazer com a sua voz. Eu estava quase afônica, na terça-feira, e pedi ao meu marido que fizesse uma massagem no meu pescoço, porque doía muito. Depois de uns 10 minutos de massagem diretamente no pescoço, comecei a tossir, e começou a voltar a minha voz.

Claro que não voltou tudo, até porque ainda estou bem rouca, mas a afonia (que é a ausência total da voz), essa sumiu. Voltei a falar, e até ele mesmo ficou bem impressionado.

Aqui vai a dica:

- Sempre tente relaxar a sua musculatura antes de cantar, fazendo massagens na região do pescoço e ombros! Você vai se sentir mais relaxada, e a voz melhora MUITO!

Bom final de semana e espero ter voz semana que vem!

ps.: o gengibre também é um excelente remédio pra voz.

Débora Abreu
10/12/2009
13:20

O Uso do Microfone

Ultimamente tenho notado que grande parte dos alunos de canto não sabe se portar usando um microfone.

O problema vem de longe, pois a idéia inicial do canto era não usar microfone (pois o mesmo não existia) e assim, saber utilizar a potência vocal, projeção e ressonância, para que as pessoas pudessem ouvir o cantor.

O fato é que, naquela época, o cantor era acompanhado por uma orquestra, ou um conjunto de cordas, ou algo assim, e não uma banda.

Hoje temos bateria, guitarra, baixo, teclado, piano, metais, e outros instrumentos, e a voz realmente não projeta a potência de um instrumento elétrico, portanto é necessário o uso do microfone.

O microfone deve ser um auxiliador do cantor, e não um "milagreiro", ele não corrige nada, ele apenas mostra a verdade (se bem ajustado, é claro).

Para isso, o cantor precisa ter a idéia de projetar ainda o seu som, mas agora, para o microfone, este, deve estar há uma certa distância da boca, mas o controle de volume, de forte e fraco, esse vem do cantor, e não do microfone.

Alguns cuidados com o microfone:

- Nunca deixe que ele caia no chão, a cápsula do microfone é algo frágil, e se amassada, estraga a sonoridade do mesmo;

- Evite tapar a capsula com as mãos, quando não estiver cantando, pois gera microfonia, e quando estiver cantando, atrapalha a articulação da fala;

- Ajuste o som do microfone de forma que você se ouça, nem mais, nem menos, o canto deve ser livre, sem esforço para superar os instrumentos, se o mic estiver baixo, você ficará cansado tentando aumentar o volume da voz.

Bom proveito, e bom ensaio!! Vamos fazer música!!

Abraços

Débora Abreu
01/12/2009
14:21

Final de ano novamente

Está chegando novamente o final do ano, e na correria dos ensaios e apresentações.

Por isso, estarei dando aulas apenas até dia 11/12 e os novos alunos a partir da segunda semana de janeiro.

Se você quer fazer aula , entre em contato através do e-mail, e já agende uma aula experimental. As aulas são individuais, 1 hora por semana, no período da tarde e de noite.

Em breve, agenda de apresentações!

Abraços

Débora Abreu
12/11/2009
13:33

Cantando no Karaokê

Final de semana passado, resolvi chamar os alunos para ir ao karaokê, para cantar e se divertir, infelizmente não foram todos, mas alguns foram, e foi legal.

Mas aí comecei a pensar nisso, será que uma pessoa aprende alguma coisa cantando num karaokê?

Bom, de técnica, a pessoa não vai aprender nada, mas musicalmente, acredito que seja uma boa a prática em karaokê, no entanto, a pessoa precisa já ter uma boa percepção de si, porque o que vejo são pessoas sem noção de ritmo, de afinação, e que continuam assim durante toda a música.

Então ainda cabe uma boa discussão nesse sentido. O que importa é que, aprendendo a cantar, o karaokê é sim um bom lugar para se soltar, e treinar o que é visto em aula.

Boa semana a todos! E vamos cantar!!

Débora Abreu
03/11/2009
09:26

Páginas